Home / Dicas / Esqueci de trocar o óleo do carro. Tem problema? Tem sim e muito!

Esqueci de trocar o óleo do carro. Tem problema? Tem sim e muito!

A correta lubrificação é fundamental para a saúde e durabilidade do motor. Mas apesar de estar na lista de procedimentos de rotina na manutenção do veículo, a troca de óleo ainda gera dúvidas em muitos usuários.

A tarefa do óleo é, com a viscosidade, evitar o atrito entre as peças móveis do motor, garantindo bom funcionamento, sem o aquecimento excessivo e sem desgastes no sistema mecânico.
asas
Com o uso do motor, o óleo vai recebendo uma carga de partículas que interferem na viscosidade e em sua eficiência. Por esta razão deve ser trocado periodicamente. O correto é seguir as instruções indicadas no manual do fabricante do veículo quanto ao tipo de óleo usar, a quantidade adequada e o limite de quilometragem para nova troca.

Além disso é preciso estar sempre atento ao nível do óleo, que não pode ficar acima da marcação máxima nem abaixo da marcação mínima da vareta. Em carros de passeio o normal é que o carro consuma meio litro a cada mil quilômetros rodados, mas cada fabricante especifica um consumo normal para o seu motor.

Quanto ao tipo de óleo, você pode optar pelo mineral – que deve ser trocado, em média, a cada cinco mil quilômetros rodados – e o sintético – que permite rodar até 10 mil quilômetros a cada troca. Cada marca tem a sua classificação de desempenho (API), que informa o tipo de motor ao qual o óleo se destina (gasolina ou diesel) e o índice de viscosidade (SAE), classificado pela Sociedade de Engenharia Automotiva.

Dicas importantes:

Para escolher o lubrificante correto ao motor de seu carro, consulte sempre o manual do fabricante.
O nível ideal do óleo – entre os dois traços da vareta – é fundamental para o bom funcionamento do motor. Enquanto não chega a hora de trocar, é importante completar.
É mais indicado medir o nível de óleo apenas cinco minutos após o motor ter sido desligado.
É normal que o óleo ganhe coloração escura à medida do uso, pois recebe partículas do combustível. Este não é, necessariamente, um indicativo para troca.
Se na hora da troca o motor estiver quente, o óleo ficará mais fino, escorrendo com mais facilidade.
O filtro de óleo, com o uso, vai ficando carregado de sujeira, dificultando a passagem do óleo e ocasionando falhas na lubrificação. Por isso fique atento também às recomendações do fabricante quanto à troca de filtro.

Veja Também

troca de oleo do carro

ÓLEO DO MOTOR E CUIDADOS. TIRE SUAS DÚVIDAS AQUI

O que acontece quando se esquece de trocar o óleo na quilometragem indicada? Quais os ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *